Alvo da Europa, Douglas perdia treino no Vasco por tiroteio até ano passado

[dfads params=’groups=587′]

A vida pode mudar num estalo. Douglas, do Vasco, que o diga. Até o primeiro semestre do ano passado, não tinha assegurada nem a titularidade no sub-20,seu futuro profissional era incerto e a convivência quase que rotineira com a violência na comunidade Nova Holanda, no Complexo da Maré (RJ),por vezes fazia até com que perdesse treinos.

Um ano depois, ele é xodó da torcida, já renovou o contrato duas vezes, divide os holofotes com Luís Fabiano e Nenê e é observado e sondado com cada vez mais afinco por clubes europeus.
[dfads params=’groups=588′]
Titular absoluto, o meia de 19 anos bateu um papo exclusivo com o UOL Esporte e falou sobre essa mudança radical que tem atravessado.

Ainda tímido com a procura cada vez maior da mídia, ele demora a se soltar, mas quando se recorda da origem humilde recente, se orgulha: “Aconteceu (de perder treinos por conta de tiroteios na comunidade), mas acho que se não fosse por isso tudo que passei, talvez eu não estivesse aqui. A gente aprende também com o sofrimento”.
[dfads params=’groups=587′]
Douglas, desde outubro de 2016, é um “garoto de condomínio”. Ele mora num conjunto de prédios novos e confortáveis de classe média em Del Castilho, Zona Norte do Rio de Janeiro. A maior segurança proporcionada aos familiares o deixa feliz.

“Bem melhor. Estou mais tranquilo por deixar minha família num lugar onde eles se sintam mais à vontade, onde podem ir à praça, à piscina para brincar…”, ressalta.
[dfads params=’groups=588′]
Se até ano passado podia ir e vir sem ser reconhecido, agora as coisas mudaram. Um dos mais assediados atualmente do elenco, ele tenta ainda manter alguns hábitos, como visitar os antigos amigos da Nova Holanda.

“Vou lá sempre, estou lá direto, mas minha vida mudou bastante. Hoje em dia, se eu for no shopping, sou reconhecido pelas pessoas, mas isso é uma coisa boa. Minha humildade sempre vai continuar sendo a mesma, tratando todos bem.

Agradeço por esse reconhecimento”, diz com sua cabeleira hoje já copiada por meninos da base.
Fonte: Uol
[dfads params=’groups=588′]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *