Com aumento da rescisão e dono de quase todo direito econômico, Vasco espera lucrar com Douglas Luiz





O Vasco está com a faca e o queijo nas mãos para fazer um bom dinheiro em uma futura negociação de Douglas. O volante, principal destaque do elenco de São Januário, deve ter sua multa rescisória aumentada, mas isso não é o principal: o clube é dono de praticamente todo direito econômico do jogador.

Com isso, ao menos na teoria, o Cruz-maltino terá maior autonomia para escolher aceitar ou não uma proposta de compra pelo volante. Além do mais, não terá que repartir o valor com muitas partes. Em caso de boa venda, o lucro será todo do Vasco.

A rápida evolução de Douglas no elenco profissional não passou batido e o clube se movimentou rapidamente para garantir o maior lucro lá na frente. No dia 27 de agosto do ano passado, o jogador fez sua estreia entre os profissionais. Na ocasião, tinha salário de R$ 2 mil, bem menor de promessas mais badaladas na época, como Evander, Mateus Vital e Andrey.

Um mês depois, o Vasco prolongou seu contrato até dezembro de 2019. Foi quando Douglas recebeu aumento salarial e, consequentemente, teve o valor da multa rescisória elevada, ficando em um patamar igual ao das outras promessas.

Este ano, ao seguir como titular e ganhar ainda mais destaque no time da Colina, o jogador garantiu a nova renovação, em vias de ser concluída. Em oito meses, o volante terá novo aumento, com rescisão ainda mais alta que a anterior.




– O contrato atual já nos protege, mas estamos tratando da renovação, até para reconhecer o momento do atleta – destacou o gerente de futebol, Anderson Barros: – Já tivemos consultas sobre negociações, mas para tomarmos uma decisão, tem de ser algo extremamente positivo. A multa nos dá tranquilidade para continuar o projeto. Medo de perdê-lo, não temos, já que a decisão final é do clube.

Fonte: Extra Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *