Edmundo: ‘Hoje eu tenho medo de ir a São Januário’

[dfads params=’groups=587′]

O ex-jogador Edmundo, que está apoiando o candidato Júlio Brant nas eleições presidenciais do Vasco, participou nesta terça-feira do programa “Noite dos Craques”, do canal Esporte Interativo, e deu declarações fortíssimas. Ele chegou a dizer que tem medo de ir, atualmente, ao Estádio de São Januário, casa vascaína onde ele já marcou muitos gols.

“Eu quero um Vasco que o torcedor possa ir a São Januário. Eu confesso a vocês que tenho medo de ir a São Januário. De verdade, eu tenho medo porque tem um staff que vai agredir, vai xingar as pessoas que querem um processo transparente dentro do clube”, disse o Animal.

As eleições do Vasco serão realizadas no dia 7 de novembro. Julio Brant, que se uniu com Campello, Fernando Horta e Eurico Miranda, atual presidente, e Antônio Miguel Fernandes são os candidatos.
[dfads params=’groups=588′]
[dfads params=’groups=1322′]
Confira abaixo mais trechos da entrevista de Edmundo.

Como tomou a decisão de entrar nas eleições

“Cara, o que aconteceu foi o seguinte… Você quando é torcedor, atleta… Você para e vê o seu time cair. Eu estava no campo caindo… chorei demais. Foi muito triste, sofrimento duplo… E o torcedor nunca me questionou porque eu perdi o pênalti no Mundial, por eu ter caído com o Vasco. Nunca… sempre exaltou as coisas boas…

E aí, você tem muitos amigos vascaínos, começamos a nos reunir… vamos falar de Vasco, vamos conhecer, entender um pouco da nossa paixão… Se a gente ficar aqui de braços cruzados no sofá assistindo, a gente não vai conhecer… Começamos a fazer um churrasco para ver os jogos e começou a bagunça… um falava mal de um jogador, outro falava de outro.. me liguei que aquilo não funcionaria. Não é assim que a gente vai ajudar o Vasco. Aí fomos fazer um curso e fomos entender os problemas do Vasco, conhecer as finanças… Até que chegamos à eleição…”
[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]
Pensa em ser candidato à presidência?

“Aí chegamos à eleição completamente desacreditados… Eu não posso ainda (concorrer à presidência), só posso a partir da próxima eleição. Não estou dizendo que serei candidato, só estaria habilitado na próxima… Quando a gente chega lá na eleição, a gente vê que tem um processo obscuro, que se perpetua há 50, 60 anos… de manipulação de resultados… e isso revolta a todo mundo. A gente tá vivendo um momento de transparência…

E é isso que tem me motivado. Eu quero um Vasco que o torcedor possa ir a São Januário. Eu confesso a vocês que tenho medo de ir a São Januário. De verdade, eu tenho medo porque tem um staff que vai agredir, vai xingar as pessoas que querem um processo transparente dentro do clube.

Isso criou uma indignação em mim muito grande. Não faço questão nenhuma de ser exemplo para ninguém, senão não falaria dos meus defeitos, da minha maneira de ser, do meu modo de agir e pensar. Mas eu tenho uma obrigação para com o torcedor do Vasco de transparência, de fazer o melhor… de que aquilo lá seja democrático, de que aquilo lá seja de fato dos torcedores do Vasco…”
[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]
Transparência

“É uma história lindíssima, o Vasco sempre foi um clube querido e hoje é um clube mal visto, manipulado…

Cara, é só isso que eu peço… se for um processo transparente e que o torcedor, os 16, 17, 18 milhões de torcedores, não sei quantos torcedores o Vasco têm exatamente, que ele escolha o melhor… esse é o meu desejo, do fundo do meu coração (choro)… eu me emociono porque é de verdade… você vê o clube do jeito que está… não quero falar besteira para não ser processado porque essas pessoas são tão covardes que apelam para outras coisas.

A única coisa que eu quero é um processo transparente, que quem vote, vai lá para votar seja de fato sócio de verdade, seja vivo, more na sua casa… o Vasco tem gente que vai votar, moram 70 pessoas na mesma casa.. isso eu não posso aceitar, com todo respeito. Não é o Julio, não é o Campello que agora se uniram, não é o Horta, não é o Eurico… Que ganhe qualquer um, mas que seja um processo transparente. Que o torcedor do Vasco escolha o seu representante, é pedir muito…”

Fonte: Jornal Extra
[dfads params=’groups=588′]
[dfads params=’groups=1322′]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *