Edmundo: ” O Milton Mendes não consegue mesclar”, se referindo aos jogadores

[dfads params=’groups=587′]

O Vasco empatou com o Palmeiras no último domingo pelo Campeonato Brasileiro e segue buscando o máximo de pontos possíveis para se manter distante da zona de rebaixamento e ainda sonhar em vaga para competições sul-americanas.

Veja como alguns dos principais comentaristas esportivos do país analisaram o empate vascaíno:

Fred Huber: Apesar do Luis Fabiano ter melhorado a presença ofensiva da equipe, não foi suficiente para o time voltar a vencer. Ao contrário de jogos anteriores, a garotada não esteve em um dia inspirado. Nenê entrou em campo. Ele correu muito, melhorou a qualidade do passe e por pouco não deu uma assistência para Luis Fabiano.
[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]
Edmundo: O Vasco não tem muita alternativa. Ou coloca a molecada, ou a velha guarda. O Milton Mendes não consegue mesclar. Foi um jogo chocho. Não foi digno desses dois gigantes, foi morno. Os dois parecem satisfeitos pela posição na tabela. Mas o Vasco não tá conseguindo bons resultados e tá despencando na tabela. Se a defesa estivesse atenta, não tomaria o gol do Palmeiras.

Zinho: Acho que foi justo o placar. Não foi um bom jogo. O Vasco até queria mais, propor o jogo, mas tem limitações. Com o Nenê mais centralizado, os garotos para o lado, o time briga pelo meio da tabela, sonhar com o G-6.

Juca: O jogo em Volta Redonda entre Vasco e Palmeiras não foi nada bom. Com um primeiro tempo esquecível, o segundo foi um pouco mais animado e quando o Vasco estava melhor e quase fizera um gol com Nenê já em campo. O Palmeiras fez o gol. Só que, aos 42, para fazer justiça ao jogo com cara de empate, Manga tocou para o fundo da rede.
[dfads params=’groups=588′]
Milton Neves: Que joguinho ruim, sô! Não tem como esperar muito do Vasco, que claramente entrou neste Brasileiro para não cair.

Cosme Rimoli: Vasco e Palmeiras fizeram uma partida horrível. Duas equipes sem o menor potencial ofensivo. Milton Mendes apela para a compactação, correria e força, já que não há talento. E jogadores desgastados, nitidamente que já deram sua melhor contribuição para o futebol como Luís Fabiano, Nenê, Wagner, Breno, Rafael Marques.

Fonte: Torcedores.com
[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *