Eleição no Vasco: Onze nomeações têm suspeita de irregularidades

[dfads params=’groups=587′]

A reunião do Conselho Deliberativo do Vasco na última terça-feira segue repercutindo. Depois do caso do flamenguista nomeado sócio emérito do clube, divulgado pelo LANCE! na última quarta-feira, uma nova polêmica em proximidade ao período eleitoral se estabeleceu. Um total de 11 nomeados (confira abaixo com a data de admissão de cada um) são suspeitos de não cumprirem os requisitos institucionais para terem ganhado os títulos especiais – para benemérito, o sócio precisa pertencer ao quadro social há mais de 15 anos, enquanto 10 anos são necessários para a categoria de emérito. Na última reunião, não tiveram em plenário a oportunidade para reivindicação..

Há a possibilidade de casos de excepcionalidade para que sócios tenham direito aos títulos de emérito e benemérito no Vasco, mesmo não cumprindo o tempo requerido pelo estatuto. Para isso, porém, se faz necessário pareceres justificando os motivos de cada um, como importância de serviços prestados ao Vasco. O que pesa neste sentido, segundo conselheiros ouvidos pelo LANCE! com a lista em mãos, porém, é que não foram apresentados os mesmos para o assunto. Grupos, como o “Ao Vasco Tudo”, de Otto Carvalho, e “Sempre Vasco”, de Julio Brant, protocolaram na secretaria do clube pedidos de explicações. O presidente Eurico Miranda, segundo os mesmos, foi responsável na indicação.
[dfads params=’groups=588′]
– Nosso grupo protocolou uma carta pedindo que o rito estatutário fosse seguido. Obviamente existem casos de excepcionalidade que entendemos que acontecem e devem ser analisados individualmente. O problema que as coisas no Vasco são feitas de formas obscuras até mesmo para os conselheiros. A indicação de um flamenguista, que denigre a imagem do Vasco nas redes sociais, pelo Presidente da Diretoria Administrativa para receber um título de sócio emérito já é um absurdo… Mas o pior é o fato dos conselheiros aprovarem o nome mesmo ciente do caso. Isso só demonstra o quanto o Conselho Deliberativo é submisso ao Presidente da Diretoria Administrativa – afirmou o conselheiro fiscal Diego Carvalho, do “Ao Vasco Tudo”, ao LANCE!.
[dfads params=’groups=587′]
Sócios eméritos e beneméritos, vale lembrar, integram a lista de aptos a votarem para a composição da Diretoria Administrativa (que define o presidente para o triênio). No Vasco, por ter regime de eleição indireta, os sócios estatutários (tem a regra de um ano de sócio) votam em chapas. A chapa vitoriosa indica 120 membros eleitos e o segundo colocado, 30 – somando 150 e que se juntam a outros 150, considerados natos, os quais entram na lista os que ganharam os títulos esta semana. Na prática, são os que vão decidir quem comandará o Vasco no triênio 2018/2020. A eleição deste ano ocorre em novembro e o atual presidente Eurico Miranda tentará a reeleição.

O LANCE! entrou em contato com o Vasco solicitando a posição oficial do clube sobre o caso. Até o fechamento desta edição, porém, não houve retorno.
[dfads params=’groups=588′]
> Confira abaixo a lista das nomeações com suspeita de irregularidades:

BENEMÉRITOS
ALEXANDRE LOPES DE OLIVEIRA – 24/2/2005
JORGE DIAS VIEIRA – 14/11/2005
JOSE FRANCISCO ROSA CANDEIAS – 1/09/2015
[dfads params=’groups=588′]
EMÉRITOS
CARLOS ALBERTO VALADARES PEREIRA – 13/1/2008
HENRIQUE FONSECA HÜBNER JÚNIOR – 29/8/2011
LEONARDO JORGE RODRIGUES – 27/10/2010
LUCIANO MARTINS DE ARAUJO – 10/2/2015
MARCELO ALVES MORAIS – 3/12/2015
MÁRCIO MAGALHÃES FERNANDES – 16/6/2009
MAURICIO DE FIGUEIREDO C. DA VEIGA – 29/4/2008
RAPHAEL THOMAZ M. F. M. OLIVEIRA – 11/2/2008

Fonte: Lance
[dfads params=’groups=1322′]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *