Em jogo decisivo, Vasco perde para o Brasil de Pelotas e começa a ver acesso ameaçado

Via ESPN E SITE OFICIAL DO VASCO

Com o fim da Série B se aproximando, cada jogo para as equipes que lutam pelo acesso para a Série A é decisivo. E no meio do bolo de equipes que quer a elite está o Vasco, que começa a ver a sua situação ameaçada. Após empatar em casa com o Avaí, a vitória fora de casa contra o Brasil de Pelotas era essencial. No entanto, a derrota por 2 a 1 neste sábado no estádio Bento de Freitas pode fazer com que a briga pelo acesso embole mais ainda, com mais riscos para os cariocas.

ACESSO AMEAÇADO

Faltam apenas mais quatro rodadas para o final da Série B, e a situação do Vasco não pode ser classificada como confortável. Com 58 pontos antes do início da rodada, a equipe carioca se encontrava a apenas quatro do primeiro colocado do G-4 e, conforme os resultados de seus adversários na luta pelo acesso, pode ver a diferença cair para apenas dois.

O resultado de empate aumenta a sequência sem vitória da equipe carioca para dois jogos na competição. Após vencer o Paraná fora de casa, empatou com o Avaí sem gols em casa e freou o ânimo. Agora, mais um jogo sem vitória.

JEJUM DE ARTILHEIROS

Principais destaques de Brasil de Pelotas e Vasco, Felipe Garcia e Nenê são os artilheiros desta Série B com 13 e 12 gols, respectivamente, mas que não passam por bons momentos. Enquanto o último gol de Nenê pela competição aconteceu contra o Oeste, no mês passado, Felipe Garcia está a quatro jogos sem balançar as redes – seu último foi contra o Tupi.

E, no encontro entre os dois, nada do fim do jejum dos artilheiros. Ambos não tiveram muito destaque na partida e passaram longe das redes. Melhor para Felipe Garcia, que pelo menos viu sua equipe sair coma vitória.

QUE PAULADA!

Com bola rolando, o Brasil de Pelotas deu as caras logo no primeiro minuto de jogo com duas boas chances. Diogo Oliveira arriscou um chutaço de fora da área e obrigou Martín Silva a fazer grande defesa. Na sequência, em escanteio, mais uma chance, desta vez em cabeçada de Washington que obrigou nova defesa do goleiro uruguaio.

Após a pressão inicial, o Vasco começou a encaixar a marcação e segurou um pouco o ímpeto do time da casa, que continuava melhor e era quem mais atacava. O panorama seguiu o mesmo por 20 minutos. Um jogo muito brigado e com poucas jogadas efetivas.

Até que o Brasil de Pelotas tirou uma jogada da cartola. Aos 26 minutos, Diogo Oliveira apareceu pelo meio, levou a bola para o pé esquerdo e mandou de fora da área. A bola fez a parábola por fora do goleiro do Vasco e morreu no fundo das redes. Se o primeiro chute não entrou, o segundo foi na “gaveta”.

OUTRO VASCO, MAS NÃO ADIANTOU

A conversa do técnico Jorginho no vestiário parece ter surtido efeito. O Vasco na volta para a segunda etapa voltou com tudo. Com outra postura, foi para cima do Brasil e conseguiu o gol de empate. Com três minutos, Nenê fez bela jogada pela esquerda, passou por dois marcadores e rolou a bola na medida para Douglas Luiz chutar de chapa e empatar o jogo.

O gol deveria dar ânimo ao Vasco no jogo, mas não foi o que aconteceu. A equipe carioca até tinha mais a bola, mas quem era perigoso mesmo era o Brasil. Aos 41 minutos, veio o lance que castigo a equipe. Marcos Paraná recebeu pelo passe por cima da zaga vascaína e chutou muito bem para fazer o segundo gol dos gaúchos.

NA TABELA

Vasco: 2º lugar – 58 pontos
Brasil de Pelotas: 10º lugar – 49 pontos

PRÓXIMA RODADA

Vasco: terça-feira (08/11) – 21h30 (de Brasília) – Luverdense – São Januário
Brasil de Pelotas: terça-feira (08/11) – 20h30 (de Brasília) – Vila Nova – OBA

FICHA TÉCNICA – BRASIL DE PELOTAS X VASCO
Competição: 34ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B
Local: Estádio Bento Freitas, RS
Data: 05 de novembro de 2016
Horário: 16h30 (Horário de Brasília)
Árbitro: Paulo Henrique de Melo Salmazio (MS)
Assistentes: Leandro dos Santos Ruberdo (MS) e Marcos dos Santos Brito (MS)
Cartão amarelo: Leandro Camilo, Washington e Xaro (Brasil de Pelotas) / Douglas e Madson (Vasco)
Gols: Diogo Oliveira (26′ – 1º Tempo) e Marcos Paraná (41′ – 2º Tempo) / Douglas (03′ – 2º Tempo)
Brasil de Pelotas: Eduardo Martini; Weldinho, Cirilo, Leandro Camilo e Marlon; Leandro Leite, Washington, Diogo Oliveira (Marcos Paraná) e Felipe Garcia; Ramon (Gustavo Papa) e Jonatas Belusso (Nem). Técnico: Rogério Zimmermann

VASCO:  Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; William (Bruno Gallo), Douglas, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique (Thalles) e Éderson (Junior Dutra). Técnico: Jorginho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *