Ex-jogador do Vasco encontra dificuldades na Espanha: “Jogador não pode ficar feliz no banco”

[dfads params=’groups=587′]

O Girona empatou por 1 a 1 com o Real Sociedad nessa sexta-feira, pelo Campeonato Espanhol, e uma cena se repetiu pela 11ª vez nesta temporada: Douglas, ex-Vasco, começou a partida no banco de reservas. Desde que o volante chegou à Espanha, em agosto, o time disputou 13 jogos oficiais, e em apenas dois deles o brasileiro foi titular. Em outros sete, entrou com a bola já rolando. E ainda não fez gol.

Com novo visual – pintou o cabelo de loiro -, Douglas recebeu o GloboEsporte.com no centro de treinamento da equipe, que fica em Riudarenes, uma pequena cidade espanhola próxima de Girona – onde vive com o pai, o irmão e o amigo Magrão. Disse que a adaptação está sendo boa, mas admitiu que essa situação de estar jogando pouco não era esperada.

[dfads params=’groups=588′]
[dfads params=’groups=1322′]

– O jogador não pode ficar feliz no banco, né? Não estou tão feliz assim, mas estou bem tranquilo para treinar bem e fazer o que sempre fiz para ser titular no Girona.

Douglas Luiz, como é conhecido no Girona, mostra o cabelo novo (Foto: Ivan Raupp)

Douglas Luiz, como é conhecido no Girona, mostra o cabelo novo (Foto: Ivan Raupp)

[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]

Douglas foi contratado pelo Manchester City por 13 milhões de euros (cerca de R$ 50 milhões) há quatro meses, após ser um dos grandes destaques do Vasco no primeiro semestre. Como os ingleses haviam acabado de comprar o Girona, recém-promovido à primeira divisão da Espanha, optaram pelo empréstimo para que o jovem de 19 anos pudesse ganhar experiência na Europa.

Com um terço do campeonato disputado, o clube catalão faz campanha considerada boa e está na 10ª colocação. O principal objetivo é a permanência na elite nacional.

O camisa 12 foi bastante elogiado no jogo contra o Barcelona – derrota por 3 a 0 em casa -, onde teve boa atuação como titular e ficou bem perto de balançar a rede. No entanto, não teve sequência. Ele admitiu que está sentindo a diferença de intensidade em relação ao Brasil.

[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]

Douglas Luiz em ação pelo Girona, antes de pintar o cabelo (Foto: Twitter / @GironaFC)

Douglas Luiz em ação pelo Girona, antes de pintar o cabelo (Foto: Twitter / @GironaFC)

[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]

– Meu potencial mesmo é mais ataque e pouca marcação. Eles estão tendo paciência comigo, mas estou trabalhando para que tudo possa dar certo. Aqui é um time de menor expressão no campeonato, então exige muita marcação. Isso pode estar me atrapalhando um pouco.

A Inglaterra é logo ali

O volante espera se juntar ao Manchester City em 2018 e, mesmo de longe, já está se entrosando. Bateu um papo com o técnico Pep Guardiola e também tem conversado com os brasileiros do time: Gabriel Jesus, Fernandinho, Ederson e Danilo.

– Eles me apoiaram muito, sabiam que eu viria para cá. Falaram que queriam me ver lá ano que vem, na próxima temporada. Isso me motiva bastante para poder trabalhar aqui e na próxima temporada estar com todos lá.

Douglas foi comprado pelo Manchester City e emprestado ao Girona (Foto: Reprodução / Twitter)

Douglas foi comprado pelo Manchester City e emprestado ao Girona (Foto: Reprodução / Twitter)

Amor pelo Vasco

[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]

No fim do ano, Douglas vai voltar ao Brasil, mas será rapidinho. Só para passar o Natal e o Ano Novo. Ainda assim, certamente não vai perder a oportunidade de rever os ex-companheiros. A cruz de malta não sai dele.

– Faço de tudo para estar acompanhando e estou muito feliz com o desempenho dos meus colegas, dos meus amigos que estão lá. Então, rumo à Libertadores – disse o prata da casa, com um sorrisão no rosto.

 Fonte: Globoesporte.com

[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *