Gol de Rafael Vaz garante empate com Bota e sexto título carioca invicto do Vasco

Vi Globoesporte.com

  • O JOGORafael Vaz, que já havia decidido um clássico contra o Flamengo neste Campeonato Carioca, mostrou estrela mais uma vez na decisão contra o Botafogo. Foi dele o gol de empate no Maracanã, o gol do sexto título invicto – que não acontece desde 1992 – de um Vasco aguerrido, disciplinado, e que inicia a disputa da Série B neste ano de forma muito distinta do início da Série A no ano passado, quando acabou rebaixado após também ser campeão estadual. Como no primeiro jogo da final, o Botafogo criou mais, mas pecou na eficiência. O clube de General Severiano conseguiu abrir o placar aos quatro do segundo tempo, com Leandrinho. A alegria, contudo, durou somente sete minutos. Aos 11, com cruzamento na medida de Nenê, Vaz se consagrou como protagonista do triunfo cruz-maltino. Em pleno Dia das Mães, o presente foi para a torcida, que voltou a fazer a festa com gritos de “bicampeão”.

  • DESTAQUEPANORAMAO Vasco estreia na Série B do Campeonato Brasileiro no próximo sábado, às 16h, contra o Sampaio Corrêa, no Castelão, em Fortaleza (CE). Já o Botafogo inicia a disputa da Série A no próximo domingo, contra o São Paulo, às 11h, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ).

  • DESTAQUEPÚBLICO E RENDAPresentes: 60.000
    Pagantes: 53.634
    R$ 2.705.750,00

  • DESTAQUEOS 90 MINUTOSUm começo raro de jogo: menos de dois minutos, uma chance para cada um dos times. Riascos bateu fraco, Gegê fez Martin Silva trabalhar. Sinal do que estaria por vir. A disputa pela posse de bola era acirrada. O Vasco tentava responder, conseguia avançar, mas ameaçar, de fato, não. Houve chances para ambos os lados e, na melhor finalização do primeiro tempo, Bruno Silva disparou um foguete e Martin Silva salvou o Vasco, aos 42.

     

    Os últimos 45 minutos do Carioca de 2016 tiveram contornos dramáticos. Aos quatro minutos, Rodrigo permitiu o cruzamento perfeito de Diego pela direita, na cabeça de Leandrinho, que não perdoou: Botafogo 1 a 0. Mas a alegria só durou sete minutos. Aos 11, Rafael Vaz, que já havia feito o gol contra o Flamengo na semifinal, aproveitou falta cobrada por Nenê e, também de cabeça, empatou: 1 a 1. O Botafogo partiu para o ataque, teve chances com Luís Ricardo e Gegê, mas faltou poder de decisão.

  • DESTAQUEHERÓIO zagueiro, como aconteceu no clássico contra o Flamengo na primeira fase, entrou no decorrer da partida e saiu consagrado. Desta vez, como herói do título. Sete minutos depois do gol de Leandrinho pelo Botafogo, o cabeceio preciso do defensor balançou a rede de Jefferson, e garantiu a taça em São Januário.

  • DESTAQUEPAREDÃOO goleiro Martin Silva foi forçado a trabalhar desde os primeiros minutos de jogo, fez boas defesas, e salvou o Vasco no fim do primeiro tempo. Aos 42 minutos, Bruno Silva acertou um chute potente para o gol e o uruguaio apareceu bem mais uma vez para impedir que o Botafogo abrisse o placar. Aos 19 do segundo tempo, Luís Ricardo também forçou o goleiro a ótima defesa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *