Mateus Vital lembra da transição da base para o profissional e elogia Milton Mendes

[dfads params=’groups=587′]

Um dos destaques das categorias de base do Vasco nos últimos anos, Mateus Vital voltou a ter oportunidades no elenco principal neste ano e ganhou a vaga de titular na estreia do Campeonato Brasileiro contra o Palmeiras. Aos 19 anos, ele agradeceu a confiança dada pelo técnico Milton Mendes, que chegou ao clube durante o mês de março, para o lugar de Cristóvão Borges, quando o clube de São Januário ainda disputava o Campeonato Carioca.

Em entrevista ao programa “Tá na Área”, o meia revelou que foi chamado pelo treinador para uma conversa logo que foi contratado pelo Vasco e na sequência voltou a fazer parte do elenco profissional. Vital teve a sua primeira oportunidade entre os profissionais com Jorginho, em 2015, mas não conseguiu se firmar, precisando voltar ao time sub-20 no ano seguinte. Ele falou das dificuldades que teve na transição, principalmente por ser escalado fora da posição de origem.

– Foi um pouco difícil para mim. No começo de 2015 eu estava bem, treinando bem. Joguei contra o Coritiba, no nosso último jogo, que foi o nosso rebaixamento. Eu fui bem, mas no outro ano eu comecei jogando em uma posição que não é a minha. Não fui tão bem como eu esperava. Eu joguei de volante, mas sempre joguei como meia centralizado ou aberto pela esquerda. Retornei ao sub-20, ganhei confiança, ritmo de jogo e, graças a Deus, estou tendo outra oportunidade com o Milton Mendes (…). A primeira coisa que ele fez no Vasco quando chegou foi me chamar na sala e me perguntou da seguinte forma: “O que você precisa no momento?” Eu falei que preciso de ritmo de jogo. Aí no outro dia ele já estava conversando com o Álvaro (Miranda), que é o diretor das categorias de base e já estava me botando para jogar no clássico contra o Flamengo. Desde então eu fui jogando partidas e partidas no sub-20, pegando ritmo de jogo e confiança, que é o mais importante para o jogador. Ele viu, gostou, me subiu de novo e me deu a oportunidade.
[dfads params=’groups=588′]
Mateus disse que não se sentiu pressionado com a condição de titular e com o fato de Nenê, um dos principais nomes do elenco há dois anos estar no banco de reservas. O meia lembrou das palavras de Milton Mendes antes da partida contra o Palmeiras.

– Ele foi bem claro para mim: “Entra e faz o que você sabe. Faz o que você está treinando e é isso. Vai para o jogo”.

Na última semana, o Vasco anunciou a renovação do contrato de Mateus Vital e de Douglas, Andrey e Guilherme Costa, jogadores que também foram revelados pelo clube. Vital não escondeu a alegria por permanecer em São Januário e destacou a luta do elenco para colocar o time carioca entre os primeiros colocados do Campeonato Brasileiro.
[dfads params=’groups=587′]
– Pra mim, é uma honra estar vestindo essa camisa, que tantos craques já vestiram. Hoje eu posso estar jogando e realizando o meu sonho. Foi uma vitória e um objetivo realizado (…). O meu primeiro objetivo é fechar o ano como titular, dando alegrias à torcida vascaína. E também ajudando o grupo a fazer um grande Campeonato Brasileiro para chegar nas primeiras posições.

Com duas vitórias no três primeiros jogos do Campeonato Brasileiro, o Vasco está na nona colocação, com seis pontos, a mesma pontuação do Grêmio, que é o quarto. No próximo domingo, o time carioca vai a Porto Alegre enfrentar o Tricolor gaúcho, às 16, na sua arena.

Fonte: Sportv.com
[dfads params=’groups=588′]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *