Milton acredita que Anderson Martins não estará pronto até partida contra a Ponte Preta

[dfads params=’groups=587′]

A ansiedade da torcida pela estreia de Anderson Martins vai ter que se estender por pelo menos uma semana. O técnico Milton Mendes mostrou-se cauteloso quanto ao aproveitamento imediato do zagueiro, descartou sua presença contra o Atlético-PR e disse ser prematuro esperar contar com o defensor até a partida contra a Ponte Preta, no outro domingo, dia 5 de agosto.

[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]

Milton Mendes  (Foto: Felipe Schmidt)Milton Mendes  (Foto: Felipe Schmidt)

Milton Mendes (Foto: Felipe Schmidt)

– O Anderson chegou, treinou um pouco para entender alguns conceitos de jogo que tenho, nossa forma de marcação, cobertura, algumas nuances que ele precisava. Ele tem respondido bem, mas acho prematuro falarmos ainda de estreia. Penso que poderemos no decorrer da semana que vem pensar em alguma coisa, mas acho que até o próximo domingo é prematuro, porque ficou 40 dias parado e está treinando há uma semana. Apesar de ter índices bons, não são os que pretendemos para que um jogador do nível dele entre em campo – disse Milton.

[dfads params=’groups=588′]

Para a partida contra o Atlético-PR, na segunda-feira, Milton confirmou que não terá à disposição Breno e Wagner, ainda em transição física. A tendência é que o treinador mantenha o time que venceu o Atlético-MG – a única alteração pode ser a entrada de Thalles no ataque.

– O único que pode voltar é o Thalles. Mas ainda estamos apalpando o terreno, vendo com o que podemos contar, olhando os prós e contras. O Breno e o Wagner já estão em fase de transição, mas não estão preparados para o jogo.

O Vasco volta a treinar na manhã deste sábado em São Januário. Na tarde de domingo, viaja para Volta Redonda, onde encara o Atlético-PR na segunda-feira, às 20h (de Brasília).

Confira outros tópicos da coletiva de Milton:

Ausência de Nenê

Nenê está entregue à direção. A direção está tomando conta do assunto.

Cuidado com os jovens

[dfads params=’groups=588′]

Os meninos fizeram um bom jogo, mas não temos que colocar nossas fichas em cima deles. Durante a semana conversamos muito, explicamos para eles que estão aparecendo. É ter tranquilidade de saber que não é com uma vitória que a vida muda. Perder faz parte do aprendizado, demos um passo importante, mas não foi decisivo. Nossa luta continua.

Adversários com mais respeito

Estou vendo pela forma como eles nos abordam. Iniciamos o campeonato de um jeito que sentíamos que aqui em casa, contra equipes supostamente de nível mais baixo, eles vinham para cima da gente, não tinha aquele respeito. Hoje, sinto uma diferença. Isso, para mim, dá alguma segurança, mas não dá certeza. Se continuarmos fazendo as coisas, volta tudo como antes.

Bruno Paulista

Tem características muito boas para um volante. Ele é alto, forte, chuta e marca bem. Só que ele ainda não atingiu onde pode chegar. Ele precisa de algum tempo. Por que ele sempre sai? Porque se entrega muito. Esses problemas fazem com que ele não tenha sequência de 90 minutos. Mas é um jogador muito interessante. Se ele mantiver a humildade na frente da área e tiver a certeza do que vai fazer para não gerar contra-ataque… Não pode perder a bola ali. Chamei a atenção dele por aquele lance (do gol do Atlético-MG). O jogador sabe quando erra. Mas esse equilíbrio o jogador vai pegando com o tempo. Estou muito feliz com ele e os jogadores que estão despontando para o clube. Ele treinou hoje e estamos contando com ele para segunda.

Fonte: Globoesporte.com

[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *