Milton é absolvido por “telefone sem fio”. Confusão não rende punição a Vasco

[dfads params=’groups=587′]

usar “telefone sem fio” no jogo contra o Corinthians, pela 5ª rodada do Brasileirão, Milton Mendes foi a julgamento na manhã desta sexta-feira. Na derrota por 5 a 2 contra o clube paulista, o técnico, suspenso do jogo, foi denunciado por ter repassado informações a seus auxiliares no banco. O Supremo tribunal de Justiça absolveu o técnico e o Vasco, pelas confusões entre torcidas que maracaram o jogo.

Milton Mendes apareceu em imagens passando informações para membro da comissão em Milton Mendes apareceu em imagens passando informações para membro da comissão em

Milton Mendes apareceu em imagens passando informações para membro da comissão em “telefone sem fio” (Foto: Reprodução)

Contra o Corinthians, Milton foi flagrado por câmeras dando instruções para integrantes da comissão técnica. Durante a sessão no Plenário foi exibida uma entrevista do volante Jean, em que o atleta comenta que o técnico orientou o time durante o jogo foi passado. “Sem dúvida ele estava ordenando tudo lá de cima, vendo tudo”, disse Jean nas imagens. Foi exibida também entrevista coletiva de Ednelson Silva, auxiliar de Milton, negando que teria recebido orientações do treinador.

– É falta de inteligência crer que precisaria de quatro pessoas para passar informações. Bastaria um whatsapp – argumentou o advogado do Vasco.

O técnico também foi julgado pelo jogo contra o Grêmio, pela quarta rodada, quando criticou a arbitragem. A infração ao Art. 258 do Código de Justiça Desportiva rendeu apenas uma advertência ao técnico.

VASCO ABSOLVIDO

[dfads params=’groups=588′]

Assim como o treinador, o Vasco também foi a audiência nesta sexta. O clube foi denunciado no artigo 213 do Código Brasileiro de Direito Esportivo pela briga entre torcedores no dia do jogo contra o Corinthians, em São Januário e o uso de forçã exarcebada dos seguranças no estádio. Imagens da confusão entre torcidas foram apresentadas durante a sessão. Após longa discussão, o clube foi absolvido por caso de agressões.

STJD - Milton Mendes e Vasco (Foto: Felipe Siqueira)STJD - Milton Mendes e Vasco (Foto: Felipe Siqueira)

STJD – Milton Mendes e Vasco (Foto: Felipe Siqueira)

[dfads params=’groups=587′]

A promotoria defendeu que as agressões, tanto entre torcedores quanto a violência usada por seguranças eram inquestionáveis. A defesa vascaína contra-argumentou que não há evidências claras do caso e admitiu, apenas, que ”pode ter havido algum excesso dos seguranças, mas não o suficiente para punição ao clube”.

Fonte: Globo Esporte

[dfads params=’groups=588′]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *