Milton Mendes explica expulsão e lamenta 5 pênaltis em 4 jogos: “Sou humano”

[dfads params=’groups=587′]

A entrevista de Milton Mendes foi um bom retrato do que ocorreu na derrota do Vasco. Ao defender a estratégia, de inicialmente marcar, o treinador parabenizou o Grêmio pelo resultado de 2 a 0, na tarde deste domingo, em Porto Alegre, pela quarta rodada do Brasileirão. E foi sincero ao falar do lance da sua expulsão. Ao reclamar de pênalti em Nenê, em lance aos 46 minutos do segundo tempo, levou vermelho do árbitro Sandro Meira Ricci. Lamentou o fato de o seu time ter tido cinco penalidades marcadas em quatro partidas.

Sou ser humano. Preciso ter equilíbrio, mas você vê todos os dias. Sou uma pessoa educada com todos. Acho que, naquele momento, seria pênalti. Acarretou a interpretação. Cinco pênaltis em quatro jogos. Sou treinador, e eles árbitros. Eles definem – disse o Milton.
[dfads params=’groups=588′]
Com a derrota, o Vasco é o décimo colocado. Tem seis pontos. Na quarta-feira, recebe o Corinthians em São Januário. O Grêmio abriu o placar com Barrios, após pênalti de Wellington em Geromel. Lance acertado pelo juiz. Que também deu amarelo corretamente a Nenê por simular pênalti.
– Muitos consideram que não foi. Quem tem o apito interpreta. No momento, decidiu dar. Não farei comentário a este respeito. São cinco pênaltis em quatro jogos – acrescentou o técnico.
[dfads params=’groups=587′]
A íntegra da coletiva:
Análise do jogo
Entramos com as linhas baixas. Tiramos o espaço do meio, da flutuação do Luan. Queríamos sair no contra-ataque. A bola não entrou. Fizemos o que previa na estratégia. Levamos um gol de pênalti. Somos seres humanos. É o quinto pênalti em quatro jogos. Você sente um pouco. Trabalha. Os jogadores se dedicam. Foi isso. Tentamos tudo. Coloquei Thales, Guilherme, Nenê. Infelizmente não conseguimos. Parabéns ao Grêmio.
[dfads params=’groups=588′]
Saída do Manga
Tinha uma estratégia. Levamos um gol no final. Coloquei um atacante de ofício. Tentei voltar ao modelo original. Mudamos no intervalo e busquei uma variação. Tentamos tudo, mas o Grêmio está muito forte. Parabéns ao Renato e ao Grêmio.
O que muda com a derrota?
Não atrapalha. Vocês viram. Estiveram no estádio. Viram uma equipe com saúde, determinada. Os meninos obedeceram. Levamos um gol e precisávamos mudar. Não aceitamos a derrota. Tentamos buscar o jogo. Trabalhamos em uma grande equipe. Precisamos de uma forma franca e forte tínhamos a nossa estratégia. Criamos situações, mas não acredito que muda. Fizemos um bom jogo contra uma equipe excelente. Eles baixaram a linha no segundo tempo. Meus jogadores estão de parabéns.
Defesa do Vasco
Eles foram muito bem. Os dois zagueiros e laterais tiveram variação, fizeram contenção. Soltei a equipe. Tentamos de todas as formas. Os dois zagueiros chegaram agora e demonstraram um bom futebol. Em casa temos um poderio. Nos dá tranquilidade para seguir em frente e trabalhar bem, mas é duro. Cinco pênaltis em quatro jogos fica difícil. Interpretação. Você vive 24h. No momento em que a equipe está bem, segura.
Nenê
Nenê é protagonista como todos os outros. O protagonista é o Vasco. Nós somos coadjuvantes. A primeira substituição foi buscar um homem de área. A segunda velocidade, a terceira posse de bola e chute, q o nenê tem muito bem. Ele fez o que que queria como todos os jogadores. Talvez pudéssemos ter mais. Os jogadores tentaram, estão de parabéns. Fizemos uma excelente partida. Os jogadores se dedicaram e honraram a camisa. Eles lutaram muito.
Centroavante
Existe sim camisa 9 bom, mas as pessoas acham que os modelos antigos precisam de modelo de área. Hoje abdicamos. Tivemos a infiltração do meia e a diagonal dos homens de lado. O Manga fez um gol espetacular no último jogo. Demos essa oportunidade. Temos o Luís Fabiano, o Thales, os meninos da base. Talvez a forma que as equipes são montadas, mais se preocupando com um modelo defensivo. Há muita gente boa. Depende muito da estratégia e do plano.

Fonte: Globo Esporte
[dfads params=’groups=588′]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *