Nenê procura ritmo para voltar a brilhar no Vasco

Na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro pelos critérios de desempate (número de vitórias), o Vasco vem jogando sem o gás visto ao longo do primeiro turno. Muito disso se deve ao fato de o meia Nenê, estrela da equipe e camisa 10, não estar apresentando um bom desempenho. O técnico Jorginho comentou sobre isso e falou os argumentos que justificariam o fato.

– Não podemos esquecer que outros jogadores foram fundamentais para ele se destacar. Para o Nenê ter liberdade, precisei sacrificar o Andrezinho, ter a marcação forte que o Jorge Henrique fazia para o Nenê não precisar marcar. O Nenê teve contusão, e nunca antes teve problema muscular. Isso teve uma quebra de ritmo dele – comentou para completar:

– O Alex (Evangelista, gerente científico responsável pelo Caprres) já tinha falado que em agosto, setembro era um mês extremamente perigoso de queda de ritmo. Agora a equipe está numa ascensão, está subindo de novo. Nenê voltou a melhorar, ainda não está no ritmo ideal, mas precisa cada vez mais de ritmo de jogo.

Fonte: Futnet

Comments

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *