Pontuação e retrospecto animam Vasco contra fantasma de novo rebaixamento

[dfads params=’groups=587′]

De volta à Série A após um acesso obtido no apagar das luzes da última rodada e com um início de temporada instável, a preocupação dos vascaínos neste Campeonato Brasileiro era com o risco de um novo rebaixamento. Porém, com as dez primeiras rodadas da competição cumpridas, a equipe acumula cada vez mais motivos para crer que esse fantasma da queda não trará sustos. Veja abaixo:
[dfads params=’groups=588′]
Já tem mais pontos que o primeiro turno inteiro de 2015
Com os 15 pontos somados até aqui, o Vasco já tem mais do que todo o primeiro turno de 2015, quando fez apenas 13 e acabou rebaixado pela terceira vez ao fim do ano. Ainda restam nove rodadas para o término da primeira etapa do Brasileiro.

Em 2013, quando caiu pela segunda vez, terminou com 19, e em 2008, primeiro ano da queda, fez 24, tendo uma queda vertiginosa no returno.

Aproveitamento expressivo
Os 15 pontos em dez jogos representam ao Vasco um aproveitamento de 50%, percentual este bem acima da grande maioria dos times rebaixados em edições anteriores nesta fase da competição. Em levantamento feito pelo jornal Extra, constatou-se que, a partir de 2006, quando o Brasileiro passou a ser disputado por 20 equipes, apenas 6,8% dos que caíram tinham 15 pontos ou mais passadas dez rodadas.
[dfads params=’groups=587′]
Também se destaca o fato de que a média dos 44 clubes rebaixados de lá até aqui era a de dez pontos na décima rodada, ou seja, cinco a menos que a pontuação atual dos vascaínos.

Forte em casa
São Januário, indiscutivelmente, tem sido uma das principais armas do Vasco neste Campeonato Brasileiro. Levando-se em consideração somente os jogos como mandante, o Cruzmaltino é o que possui melhor aproveitamento, deixando para trás inclusive o líder da competição Corinthians. Até aqui, o time de Milton Mendes tem cinco vitórias e uma derrota atuando em casa.

“Sabemos do bom retrospecto dentro de casa, muito bom para qualquer equipe pontuar dentro de casa. Você já consegue uma média de décimo para cima. Mas temos de buscar pontos fora. Trabalhamos dia após dia para o que fazemos dentro de casa fazer fora de casa também”, disse o volante Jean.
[dfads params=’groups=588′]
Milton calculava mais pontos
Embora os números sejam satisfatórios até o momento, uma vez que o Vasco está no G6, o grupo que dá vaga à Copa Libertadores do ano que vem, o técnico Milton Mendes calculava ter somado um pouco mais de pontos até aqui:

“Jogamos contra equipes que estão lá em cima. Grêmio, Palmeiras, Chapecoense… Na casa deles, que é difícil. Considero que estamos com três ou quatro pontos a menos do que eu esperava à essa altura. Acho um exagero o número de gols que levamos. E não tivemos nenhum pênalti. Quem sabe pela frente. A derrota em casa contra o Corinthians conta, e contaria com um empate contra a Chapecoense. Tinha expectativa de números diferentes”.

Fonte:Uol
[dfads params=’groups=588′]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *