Presidente Eurico Miranda anuncia extensão de contrato de Jorginho e Zinho até o fim de 2017

Na tarde desta segunda-feira (30/05), o presidente Eurico Miranda realizou uma entrevista coletiva em São Januário e falou sobre vários temas relacionados ao clube. Em seu primeiro comunicado, o presidente anunciou a extensão do contrato do técnico Jorginho e do auxiliar Zinho até o final de 2017.
– Na semana passada, eu estendi o contrato do Jorginho e do Zinho até o final de 2017. Para realizar isso é porque o trabalho deles está mais do que satisfatório. Não fujo daquilo que penso no futebol. Pode ser o mago das Arábias, mas duas coisas são fundamentais: condições de trabalho e cumprir rigorosamente com os compromissos assumidos com todo elenco de futebol e tudo aquilo que está assumido no futebol. Inclui outros funcionários, que não são poucos. Se não tiver o apoio deles, influi diretamente nas condições. É pelo trabalho que eles estão desenvolvendo, que é mais do que satisfatório – destaca.

image

Presidente Eurico Miranda conversou com a imprensa em São Januário – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Após anunciar a boa notícia para a torcida vascaína, o presidente Eurico Miranda fez questão de ressaltar a posição oficial do clube com relação a invencibilidade atual do time, que já chega a marca dos 31 jogos sem perder.

– O que está sendo levado em conta oficialmente são os jogos oficiais sem ter havido qualquer tipo de interrupção e não levando em conta jogos amistosos. Quero dizer que o Vasco, principalmente o time atual, já atingiu uma marca histórica. É evidente que nós esperamos que isso não tenha interrupção, mas de qualquer forma, é bom que fique muito claro que essa marca foi batida. É o que me consta. Não há no Brasil uma sequência de jogos oficiais igual a essa atingida por esse time do Vasco. Se tiver algo concreto, quero que me apresente. Faço questão de essa marca ficar absolutamente registrada para todos aqui – afirma.

Confira outros temas comentados pelo presidente Eurico Miranda

Assédio ao técnico Jorginho há meses atrás

– Não tem nada a ver (o assédio com a extensão do contrato). O Jorginho, eu não sei quais são as versões, não importa. Quando aconteceu a questão do Jorginho, eu fui muito claro com ele. Eu o chamei e disse: se eu fosse você, pelo lado exclusivamente financeiro, eu aceitaria a proposta. Mas você deve pensar claramente que aqui você tem um horizonte pela frente, uma possibilidade de você realmente se confirmar como treinador de ponta, mas isso é uma coisa que você é quem tem que decidir. Eu falei à tarde com ele, quando chegou à noite ele disse: não pensei nem duas vezes, quero continuar. E continuou sem exigência nenhuma. Com exigências, não se consegue nada comigo”.

image

Presidente Eurico Miranda – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

Busca por um atacante

“Eu tenho um objetivo único de trazer um atacante, tenho. Isso está sendo visto isso. Tudo o que é falado é mera especulação. Eu não fujo absolutamente daquilo que está planejado e orçado pelo futebol. E do padrão para este ano que foi estipulado para o futebol. O que quer dizer isso? Quer dizer que tudo aquilo que venha para extrapolar aquilo que está orçado não vai acontecer. Se algum atacante for contratado, ele terá que se encaixar em nosso planejamento”.

Rafael Vaz e relação com empresários

“Eu não falo com empresário. Sou contra isso. Meu pessoal pode até manter contato, mas eu não. Tenho desconforto com todos. Empresário cuida lá do seu jogador. Eu não tenho nada contra ele orientar jogador, mas falar comigo não. Nenhuma chance. Eu tive um cuidado especial com o Rafael Vaz. Eu fiz pessoalmente uma proposta a ele. Chamei o Rafael Vaz, falei direto com ele. Não mandei uma terceira pessoa falar. Expliquei a ele o seguinte: “você está há três anos no Vasco. Eu cheguei aqui, você estava encostado, com salários atrasados. Regularizei toda a sua situação. Se eu fosse levar em consideração o custo-benefício dos três anos, eu não te faria a proposta que eu vou te fazer. Vou levar em consideração que você teve esse ano um desempenho mais do que satisfatório, e a proposta que eu estou te fazendo não é para renovar o contrato pelo o que você ganha. Eu vou te dar 30% de aumento e essa é a proposta oficial. Você pode falar com quem você quiser, consulta com quem você quiser. Mas você tem prazo”. E eu não estou preocupado se ele ia para o Flamengo, pra onde fosse. Disse: você tem prazo para responder até sábado. Ele não me respondeu, terminou minha proposta. Simples!”.

Presidente ressalta que fez questão de falar pessoalmente com o zagueiro Rafael Vaz

“A proposta foi feita pessoalmente por mim. Volto a dizer que não teve nenhum intermediário no assunto. Eu não estaria à vontade se eu não tivesse chamado o jogador e pessoalmente falado com ele. E mostrando a ele que eu ia fazer isso, mas eu ia propor um salário pra ele que estava acima de muitos jogadores titulares do Vasco, o que distorce todo o meu orçamento que eu tenho aqui. Ele tinha o direito de pensar e responder: quero ou não quero. Não respondeu, estava pensando. Tinha uma situação que eu não ia concordar, que o jogador não era do Vasco. Era 40% do empresário. Tem absurdos no futebol brasileiro que a gente não consegue entender. 40%! O que ele participou na formação do jogador para ter 40% dos direitos? Poderia ser um obstáculo se chegasse pra mim e falasse: eu concordo, mas o empresário vai continuar com 40%. Não, senhor. Essa é a razão”.

Ótimo rendimento do meia Nenê

“Quem esperava? (O ótimo rendimento de Nenê). Eu também estava nisso de aguardar. Se você disse “ninguém” (que esperava esse rendimento), eu estou excluído nos “ninguéns”. O Nenê não foi contratado à toa. Jogador que foi artilheiro do Campeonato Francês, faz gol. Eu acho que eles não desaprendem. O fator principal é que ele encontrou aqui um ambiente que  novamente despertou o futebol dele. Não foi o Vasco que deu a ele as condições de jogar, ele já tinha isso. Não recebeu nenhum privilégio. Mas encontrou um bom ambiente. É só citar o PSG. Ele se destacou entre os jogadores lá”.

Texto: Matheus Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *