Vasco admite possibilidade de rescisão com Nenê, que vai ficar fora dos dois próximos jogos

[dfads params=’groups=587′]

Os últimos capítulos da história de Nenê com a camisa do Vasco estão perto do fim. Na última semana, o jogador manifestou a vontade de deixar o clube, e a diretoria não se opôs. Entretanto, nenhum clube fez uma proposta oficial pelo jogador e, com Milton Mendes deixando claro que não conta com o atleta, o Cruz-Maltino já admite a possibilidade de uma rescisão amigável com o ex-camisa 10.

Você se considera o torcedor mais fanático pelo seu clube? Então, clique aqui e prove isso participando de um game!

Nenê não vai jogar os dois próximos jogos do Vasco, contra Atlético-PR e Cruzeiro, ambos em Volta Redonda. Depois do jogo contra o Furacão, o time fica em Pinheral e o meia sequer irá treinar com o grupo. Eurico Brandão, vice-presidente do Vasco, confirmou à reportagem do Esporte Interativo que é “muito difícil” que o ex-camisa 10 continue no clube.

[dfads params=’groups=588′]
[dfads params=’groups=1322′]
O salário de Nenê é o maior do elenco do Vasco (cerca de R$ 350 mil). Para o clube, o ideal seria acontecer a rescisão para que a folha salarial respire, principalmente depois da chegada de Anderson Martins, e, por isso, o Cruz-Maltino quer a rescisão amigável. O clube ainda deve uma parcela pequena de direitos de imagem ao atleta, que também poderia ser “deixada de lado” em um acordo.

O empresário de Nenê, Gilvan Costa, vem tentando buscar um clube para que o atleta possa jogar, mas, no Brasil, até o momento, Guarani e Goiás manifestaram interesse, mas o alto salário do meia desestimularam ambos os times. Com a camisa do Vasco, o ex-camisa 10 soma 111 jogos, 40 gols e 32 assistências.

Fonte: Esporte Interativo
[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *