Vasco assina pedido para que a Chapecoense não seja rebaixada nos próximos 3 anos

Extraoficialmente, Corinthians e Internacional também já se mostraram favoráveis à medida – o presidente do clube gaúcho, Vitorio Piffero, disse que assinará o ofício ainda nesta sexta-feira, enquanto o mandatário do Timão, Roberto de Andrade, só não o teria feito ainda por questões de saúde.

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, disse que vai avaliar o assunto com o Conselho de Administração do clube antes de tomar qualquer medida.

A Ponte Preta diz “não ter nenhum posicionamento a respeito sobre o assunto”. Bahia e Vitória têm a mesma posição: de que não é momento de se pensar nessas questões e que deve haver uma reunião entre clubes e CBF para discutir o caso.

Eurico Miranda, presidente do Vasco, recém-promovido de volta à Série A, também vai assinar o ofício pedindo para que a Chapecoense seja protegida do rebaixamento – ele já havia assinado um primeiro manifesto.

Carlos Eduardo Pereira, presidente do Botafogo, é um dos que lideram o movimento de apoio para que a Chapecoense seja protegida do rebaixamento:

– O Botafogo é um dos proponentes da iniciativa e está inteiramente de acordo. É mais do que justo que o clube possa se recuperar. O que nós pudermos fazer para ajudar, nós faremos – disse Pereira.

O documento enviado pelos clubes à CBF, publicado pelo portal Uol, fala em “proposta de alteração no Regulamento Específico da Competição” (REC) do Campeonato Brasileiro de 2017, 2018 e 2019. O ofício salienta que, como seria conhecida de antemão por todos os clubes a questão da Chapecoense, a mudança no regulamento não violaria a necessidade de critérios técnicos de acesso e descenso, prevista no Estatuto do Torcedor.

Fonte: GloboEsporte.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *