Vasco depende da Justiça para contratar Riascos: ‘Não queremos que algo dê errado’





Depois de seis tentativas frustradas, o atacante colombiano Riascos conseguiu a sua primeira vitória no processo que move no STF (Tribunal Superior do Trabalho) para rescindir o seu contrato com o Cruzeiro.

O jogador teve deferido um pedido de habeas corpus que o permite se transferir para qualquer clube até que seja definida a reclamação trabalhista em tenta a rescisão do contrato de trabalho com o clube mineiro.

Riascos já manifestou a sua vontade de voltar ao Vasco, clube em que se destacou no início da temporada passada.

Segundo o supervisor Isaías Tinoco, o Vasco tem interesse no retorno do centroavante, mas só vai partir para a contratação se estiver seguro de que não terá problemas judiciais no futuro.

Ao site NetVasco, Tinoco disse que o clube pretende aguardar a posição do seu departamento jurídico antes de abrir negociação com o atacante, uma vez que a decisão que o beneficiou é provisória e terá seu mérito julgado em maio.

“O Vasco não pode ter que arcar caso algo dê errado nessa questão entre o jogador e o Cruzeiro”, explicou o cartola.

Existe outra questão que ainda será discutida pelo clube carioca. Na passagem anterior, Riascos tinha parte do seu salário paga pelo Cruzeiro. Se retornar ao Vasco, o colombiano precisará se adaptar à realidade financeira da equipe de São Januário.

Enquanto discute a situação de Riascos, Isaías Tinoco confirmou a renovação do contrato de volante Bruno Gallo. O jogador prorrogou o seu compromisso até dezembro do próximo ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *