Vasco tem negativa da CBF para jogar fora do Rio

[dfads params=’groups=587′]

Ainda em fase de testes com o estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ), o Vasco tem até o momento uma negativa da CBF para mandar jogos fora do Estado do Rio de Janeiro. O clube foi punido com a perda de seis mandos de campo pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva por conta dos graves incidentes que ocorreram no clássico com o Flamengo, no início de julho, e ainda teve São Januário interditado por 180 dias pelo Ministério Público.

Representantes de Manaus (AM) e Uberlândia (MG), por exemplo, já procuraram a diretoria cruzmaltina manifestando o desejo de sediar os jogos da equipe em suas respectivas cidades, mas sem o aval da Confederação Brasileira de Futebol que proibiu este ano os clubes de “venderem” suas partidas para outras praças, a transferência se torna inviável. O Vasco via uma brecha no regulamento onde uma exceção poderia ser aberta caso algum clube fosse punido com a perda de mandos.
[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]
A ideia inicial da diretoria, no entanto, sempre foi priorizar Volta Redonda, fato que ficou comprovado com o pré agendamento dos três primeiros jogos da punição, contra Atlético-PR (já realizado na última segunda-feira), Cruzeiro (nesta quinta) e Palmeiras (dia 13). Além disso, o clube contratou uma empresa para cuidar do gramado do Raulino de Oliveira.

Ainda com uma esperança remota de obter uma reavaliação e liberação da CBF, o Vasco tem avaliado algumas questões em relação ao estádio de Volta Redonda: se o time “vai dar liga” com o local, se o público comparecerá, além de situações de logísticas.
[dfads params=’groups=588′]
Na última segunda, por exemplo, o Cruzmaltino teve prós e contras. Em termos de resultados esportivos, a equipe foi derrotada por 1 a 0. Em relação à presença de torcedores, os pouco mais de 8 mil presentes foram considerados satisfatórios. As condições do gramado ainda eram ruins mesmo com o tratamento, já que buracos foram preenchidos com areia e pequenas pedras.

Como terá um novo compromisso por lá já nesta quinta, diante do Cruzeiro, a delegação sequer retornou para o Rio de Janeiro e está hospedada no centro de treinamento João Havelange, que fica situado na cidade de Pinheiral, , a apenas cerca de 15 minutos de “Voltaço”. Na esfera jurídica, o clube trabalha para tentar reduzir as penas impostas nas áreas esportiva e civil.
Fonte: Uol
[dfads params=’groups=587′]
[dfads params=’groups=1322′]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *