Vasco valoriza São Januário, mas pode abrir exceção contra o Flamengo

[dfads params=’groups=587′]

O Vasco reencontrou em São Januário seu porto seguro. Após duas rodadas com casa cheia e duas vitórias, o aspecto esportivo se juntou ao financeiro, que já pendia a favor do estádio. Com o Maracanã com custos considerados bem elevados, a diretoria já bateu o martelo: não há chance de o time mandar seus jogos fora da Colina neste Brasileiro, por maior que seja o apelo que a partida tenha. A única exceção pode ser aberta para o clássico contra o Flamengo.

— Os jogos do Vasco serão em São Januário. Se eu tiver um acordo em relação às duas partidas contra o Flamengo, por se tratar de um jogo com um público muito maior, podemos considerar o Maracanã — frisou o presidente Eurico Miranda.
[dfads params=’groups=588′]
Em outros casos, mesmo em uma partida com possibilidade de bom público, a diretoria vascaína não deve abrir mão de São Januário. Para se ter uma ideia, na última rodada da Série B de 2016, contra o Ceará, o Maracanã recebeu 56 mil pessoas. Com o ingresso mais caro a R$ 30, foram arrecadados R$ 920 mil, mas ainda assim o clube fechou no vermelho, com prejuízo de R$ 6,3 mil.
[dfads params=’groups=587′]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *